Busca rápidaX

Drones derruba Chacais e chega aos playoffs da Copa Sul

11 de setembro de 2017

Caiu a invencibilidade do Santa Cruz Chacais diante do Ijuí Drones em jogos oficiais. Essa história começou a ser escrita em julho de 2015, numa Copa Sul. Além daquela partida, realizada no dia 18, foram outros três jogos com triunfo da matilha. E a quebra do tabu ocorreu justamente numa Copa Sul.
 
Drones e Chacais mediram forças pela quinta edição da competição na tarde escaldante desse domingo, dia 10 de setembro, no poliesportivo, em Ijuí. O confronto foi o último da primeira fase da conferência gaúcha. Visto que o Porto Alegre Pumpkins havia garantido classificação no dia anterior, o embate na Colmeia do Trabalho ganhou caráter eliminatório. Apenas o vencedor teria presença assegurada nos playoffs.

 
 
Com isso em mente, o Ijuí Drones abriu vantagem logo nos primeiros movimentos e saiu do primeiro quarto vencendo por 14×00, com dois touchdowns de Raian Pereira e extra points convertidos por Luís Becker.
 
A segunda etapa da partida, porém, foi do Chacais, que conseguiu acertar um field goal e marcar um touchdown, embora tenham desperdiçado o extra point. Assim, a diferença caiu para 14×09.
 
Após o intervalo, Luís Becker mostrou que estava com o pé calibrado para chutes longos. Numa das campanhas do time local, acertou um field goal distante cerca de 50 jardas das traves. O ex-coach Eduardo Mundstock esteve na narração e, segundo ele, esse é o recorde de distância de um punt do tipo no poliesportivo. Além disso, foi a única alteração no placar durante o quarto. Drones 17×09.

 
 
Henrique Bonaldo, que fez um jogo notável, também marcou um TD na quarta e última etapa, ampliando a vantagem. O ponto extra, entretanto, não foi conseguido. Passado esse momento – e talvez pelo forte calor e cansaço – começaram as falhas de atenção. Uma sequência de false start do lado do Drones tirou a equipe do campo de ataque e a conduziu perigosamente para o seu campo de defesa. No desenrolar do embate, isso resultou num novo TD do Chacais e um ponto a mais foi adicionado no placar com o kick de extra point chegando ao alvo. Faltavam pouco mais de quatro minutos para o cronômetro zerar. Vantagem amarela e preta, 23×16.
 
Com o tempo escoando de forma acelerada e uma campanha emperrada no meio do campo, o Drones resolveu tentar mais um chute longo. Becker foi outra vez para sua posição. Embora separado do alvo por cerca de 40 jardas, o número 84 conseguiu mandar a oval entre as traves e adicionar outras três unidades a favor do time local. O próprio ainda fez um touchdown depois que duma interceptação dos Drones. Não era o dia do XP, contudo. Becker não conseguiu acertar o extra point. Na arquibancada, um torcedor bradou num tom irônico, que fez alguns rirem: “Como é que tu acerta do meio do campo e erra daí?”. Depois do jogo, o o player explicou.
 

 
E se alguns minutos antes a defesa do Drones marcou passo com uma sequência interminável de false start, os Chacais também aprontaram a sua. Após o kickoff, o retorno da matilha simplesmente congelou, abandonou a bola e Carlos Gohl assumiu a posse dela na endzone adversária. O TD foi para a conta, mas o extra point se perdeu. Não foi um problema. O jogo finalizou alguns instantes depois. Caíram os Chacais. Ficaram os Drones: 38×16.
 
Ao somar três vitórias em três partidas, o Ijuí Drones garantiu presença na próxima fase. A campanha invicta não foi suficiente para ir direto para as semifinais, já que nos outros grupos o Itajaí Dockers e o HP Tigers também fizeram 3-0, com menos pontos sofridos e mais pontos marcados. Mesmo assim, os zangões seguem no certame e disputarão o wild card. O jogo que define classificação para a semi será em Ijuí e o adversário ainda precisa ser definido.
 
Paulo Dutra, componente do special team aurinegro, salientou a “determinação” do time.
 
error: Conteúdo protegido!