Busca rápidaX

Fetag confirma grande redução no preço do leite ao produtor e quer amplição de esforço por melhorias

15 de setembro de 2017

Para a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Sul, o governo federal só entende a linguagem do protesto no que se refere a pedido para melhoria na situação leiteira para produtores rurais. Em entrevista na RPI, o presidente da Fetag, Carlos Joel da Silva, ressaltou que é preciso colocar os agricultores na rua, da mesma forma que aconteceu ontem, durante mobilização no município de Jaguarão. O objetivo foi protestar contra importação do leite em pó do Uruguai.

Disse que nos últimos meses houve queda de 30 a 40 centavos por litro no preço do leite pago ao agricultor gaúcho. Há produtores que recebem entre 80 e 90 centavos por litro, porém o custo fica entre R$ 1,25 e R$ 1,30. A Fetag quer, por exemplo, criação de cotas de importação de lácteos do Uruguai, compras governamentais de lácteos e revisão dos preços mínimos do leite. Na próxima semana a Fetag novamente vai estar em Brasília e quer que a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura lidere movimento para melhoria leiteira.

 

error: Conteúdo protegido!