Busca rápidaX

“Pesquisas são financiadas por bancos que odeiam Bolsonaro”, afirma Bibo Nunes

1 de junho de 2022

Seguindo a linha de ouvir deputados federais de diferentes partidos e ideologias, a Rádio Progresso conversou nesta quarta-feira com Bibo Nunes (PL). Apoiador ferrenho do presidente Jair Bolsonaro e crítico ao ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, o político defendeu a permanência de Bolsonaro na presidência do Brasil.

Para Bibo, o presidente teve que enfrentar a pior pandemia do século e agora uma guerra, e assim mesmo o Brasil está crescendo. “Pegamos o país com 14 milhões de desempregados. Hoje são um pouco mais de 11 milhões. Acabou a corrupção no Brasil. No mundo inteiro, nunca os combustíveis estiveram tão caros. O presidente zerou o imposto federal. É um governo sério que luta pelo Brasil.

Bibo é polêmico em afirmar que “Lula está solto por uma artimanha maquiavélica o Supremo Tribunal Federal (STF) que achou uma maneira de prescrever os crimes dele”.

O deputado afirma que a terceira via é uma piada e que a disputa está entre Lula e Bolsonaro. “O Dória e o Moro já desistiram e o Ciro não sabe pra que lado vai. Os brasileiros vão ter que desistir entre o presidente que faz demais contra o que rouba demais”.

Para Bibo, todas as pesquisas são patrocinadas por bancos, que odeiam Bolsonaro. “Só no Pix, os bancos já perderam R$ 30 bilhões. Não tem mais moleza. Acabou. Aí a imprensa marrom está enlouquecida e as pesquisas são fraudulentas. A verdadeira pesquisa é a das ruas. Nas ruas multidões estão à volta do Bolsonaro, enquanto Lula faz reuniões virtuais. O ex e futuro presidiário Lula não consegue beber sua cachaça pois é vaiado e sujeito a receber a um ovo”, concluiu.

error: Conteúdo protegido!