Busca rápidaX

MANCHETES

Acusados de assassinato de adolescente são condenados, em Ijuí

21 de junho de 2022

Após 13 horas de julgamento, o Tribunal do Júri da Comarca de Ijuí condenou na noite desta terça-feira, 21, quatro réus por homicídio duplamente qualificado de Carlos Eduardo dos Santos,  em 2017. Felipe de Almeida Rolim teve a pena final fixada em 19 anos de reclusão, regime fechado. Tiago Regliski vai cumprir pena final de 14 anos de reclusão em regime inicial fechado.
Wendel da Silva Pereira teve a pena final fixada em 15 anos de reclusão em regime inicial fechado. A pena de Cassiano Felipe dos Santos teve ficou em 14 anos de reclusão em regime inicial fechado.

ENTENDA O CASO:

Quatro pessoas foram julgadas pela morte de um adolescente em Ijuí. O júri iniciou às 9h desta terça-feira e foi presidido pelo juiz Eduardo Giovelli. Sentaram no banco dos réus Felipe de Almeida Rolim, Cassiano Felipe dos Santos, Wendel da Silva Pereira e Tiago André Regliski. Os quatro respondem pela morte de Carlos Eduardo dos Santos, aos 17 anos. 

O crime ocorreu na Rua Adolfo Hoese, no bairro Boa Vista, às 20h20 do dia 1º de junho de 2017. O tráfico de drogas e a disputa por territórios de vendas de entorpecentes teriam ocasionado a morte do menor de idade. 

Conforme denúncia do Ministério Público, o líder de uma facção criminosa, identificado como Felipe de Almeida Rolim, de dentro da Penitenciária Modulada teria ordenado a morte de Carlos Eduardo. Através de mensagens enviadas para Cassiano Felipe dos Santos e Wendel da Silva Pereira, Felipe ordenou que eles matassem o adolescente. Tiago André Regliski teria fornecido o veículo, um Gol, e o conduzido até a cena do crime. 

Com o pretexto de comprar drogas, os homicidas se deslocaram ao local combinado, onde segundo denúncia, Wendel desceu do carro e esperou Carlos Eduardo. A vítima, pouco tempo depois teria chegado em uma motocicleta. Disparos foram efetuados em sua direção. Antes de morrer, Carlos Eduardo tentou fugir correndo, mas foi alvejada nas costas e não resisitu. Após o crime, os acusados fugiram e teriam escondido a arma.

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!