Busca rápidaX


MANCHETES

Criatec lidera comitiva em reunião com a Secretaria Estadual de Inovação

3 de junho de 2023

O diretor-geral da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do RS (Sict), Sandro Kirst, e o diretor de Conhecimento para Inovação, Ciência e Tecnologia da secretaria, Diego Moraes, apresentaram a pasta e os seus programas para um grupo de estudantes, professores e empresários da região Noroeste e Missões. A conversa aconteceu no Tecnopuc, em Porto Alegre, na manhã desta quinta-feira, 1°.

A comitiva, composta por 42 pessoas, foi organizada pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí), em parceria com a Criatec – Incubadora de Tecnologia e o Inova RS regional. Liderando a viagem, estavam o professor Daniel Baggio, que atua na Unijuí e coordena o programa Inova RS na região Noroeste e Missões, e a professora Sandra Albarelo, do curso de Administração na Unijuí. O grupo é proveniente das cidades de Santa Rosa, Santo Ângelo, Ijuí, São Luiz Gonzaga e Panambi.

Abrindo a palestra, o diretor-geral Sandro Kirst destacou a linha de funcionamento da Sict. “Primeiro buscamos definir prioridades e metas de avanço. Depois, tendo identificado essas necessidades, pensamos em projetos, ações e programas”, exemplificou. Kirst destacou, também, a importância de se pensar a inovação de forma regional. “A inovação tem que acontecer no município. O que podemos fazer pra melhorar o nosso cotidiano? A partir dessa pergunta é que conseguimos inovar”, ressaltou o diretor, frisando a necessidade de que os municípios desenvolvam os seus próprios marcos regulatórios de inovação.

Falando na sequência, o diretor Diego Moraes recapitulou a história da Sict e explicou o Planejamento Estratégico da secretaria, pensado para o período de 2023 a 2026 e dividido em três eixos: conectar, incluir e transformar. Ao falar do eixo conectar – que prevê uma atuação junto às cidades e aos ecossistemas de inovação –, apresentou o programa Inova RS, estruturado a partir do conceito de especialização inteligente. “É essencial que possamos pensar o estado a partir desse viés da regionalização”, comentou. Na linha do eixo conectar, está ainda o programa Tec4B, que promove a construção de living labs no estado.

Sobre o eixo incluir, que foca em educação inovadora e inovação social, Moraes destacou o programa Educar para Inovar: “Neste pilar, pensamos em formas de trabalhar a educação empreendedora, com a inclusão de mais tecnologias para o aprendizado”. O diretor explicou, ainda, o conceito de inovação responsável, que busca trabalhar o componente social junto à inovação. Explicando o eixo transformar, destacou a busca pela reconversão tecnológica no estado. “Estamos trabalhando intensamente o setor dos semicondutores. Temos que aproveitar o que já temos por aqui para avançar neste setor”, comentou. Nesse sentido, citou o programa Techfuturo, que fomenta o uso de tecnologias estratégicas.

Durante a conversa, os diretores ainda falaram sobre as oportunidades disponibilizadas pela pasta, com destaque para os editais a serem lançados neste ano, muitos deles aplicáveis ao público presente: alunos e professores de graduação, mestrado e doutorado, além de empresários. Para fechar, eles acompanharam a comitiva em tour pelo Tecnopuc, guiada pelo professor Luis Humberto Villwock, assessor de Inovação da PUCRS.

Fonte: Assessoria de imprensa