Busca rápidaX


MANCHETES

Defesa Civil alerta para riscos de chuvas e temporais isolados com risco de alagamento em algumas regiões

26 de abril de 2024

O monitoramento da Sala de Situação identificou que, nos próximos dias, ocorrerão no Estado chuvas pontualmente intensas e temporais isolados, trazendo risco de alagamentos em perímetros urbanos e elevação de arroios, córregos e pequenos riachos.

Na madrugada e manhã da sexta-feira (26), o tempo fica instável na maioria das regiões. Ao longo do dia, instabilidades com chuva e vento pontualmente fortes, descargas elétricas e eventual queda granizo atuam em áreas da metade Sul, Vales, Região Metropolitana de POA e Nordeste. Os volumes variam entre 15 e 30 mm/dia, passando dos 50 mm/dia no Sul do Estado, onde as precipitações serão mais intensas. Na metade Sul e faixa Leste, os ventos sopram com velocidades entre 40 e 60 km/h, podendo passar dos 70 km/h.

No sábado (27), as instabilidades se intensificam no Sul, parte da Campanha e Costa Doce, com chuva intensa (volumes que devem passar dos 100 mm/dia), descargas elétricas, eventual queda de granizo e ventos fortes. Nas demais áreas, também há chance de temporais pontuais. Há risco de rajadas de vento em grande parte do Estado, variando entre 60 e 70 km/h, devendo isoladamente ficar acima dos 80 km/h durante a atuação das instabilidades.

No domingo (28), a tendência é que instabilidades sigam atuando em áreas da metade Norte, ainda com risco de temporais. As rajadas de vento atuam no Oeste, Campanha, Missões e Centro, variando entre 40 e 50 km/h.
Os acumulados do evento poderão variar entre 30 e 60 mm sobre grande parte do RS, podendo passar pontualmente dos 130 mm no Sul e próximo da Campanha. Além disso, há risco de eventual queda de granizo e rajadas fortes de vento sobre parte do Estado.

Em relação ao prognóstico hidrológico, indicada a condição de risco para inundação em Jaguarão, na bacia Mirim-São Gonçalo, e de alerta para as bacias do sul e oeste do estado.

A Defesa Civil gaúcha alerta para o risco de transtornos associados como rápidas elevações dos níveis em arroios, córregos, pequenos riachos, e lenta elevação dos rios principais, além de alagamentos pontuais nos perímetros urbanos. Se você mora em regiões com histórico de alagamento, procure informações junto à Defesa Civil da sua cidade.

Fonte: RPI de Defesa Civil