Busca rápidaX

Jóia decreta situação de calamidade pública

4 de maio de 2024

O prefeito de Jóia, Adriano Marangon de Lima, decretou situação de calamidade pública neste sábado, 04, após o agravamento da situação no município. 

Conforme Marangon, cerca de 150 famílias estão isoladas em comunidades como os assentamentos Rondinha e Tarumã, e nas comunidades de Rincão dos Pires e São Pedro. 

Ainda, há o bloqueio total desde o fim da tarde desta sexta-feira, 03, na ERS-522 entre Jóia e Augusto Pestana, na ponte sobre o rio Ijuizinho. 

Na tarde de sábado são cinco famílias desalojadas de suas casas que estão em casas de familiares ou vizinhos. Algumas são da cidade, outras das localidades de São Roque e Rondinha.

Além disso, estradas, pontes e bueiros danificados e comprometidos em todas as comunidades; o  granizo e vento forte atingiram principalmente as comunidades de São João Mirim, Assentamento Simon Bolivar e Assentamento Ceres. Já houve o bloqueio total da ERS-522.

Já foi registrado a perda de animais, também na produção leiteira e na agricultura, no entanto, o executivo joiense ainda contabiliza os números.

O prefeito de Jóia lembra que o município de Eugênio de Castro é uma rota alternativa pra quem precisar ir ou voltar do município de Ijuí ou outra região. A rota inclui 8 km de estrada de chão. Além disso, quanto a saúde, o município está em contato com o hospital de Santiago para que recebam possíveis casos de emergência caso a ambulância não consiga passar para Eugênio de Castro, caso necessário.

E prefeito reforça o pedido para que as pessoas só saiam de casa caso extremamente necessário, pois a vida das pessoas é o que mais importa nesse momento. O contato com as famílias em isolamento em Jóia é constante, para fornecer qualquer ajuda necessária.

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí