Busca rápidaX


Operação que visa desarticular atuação de facção em Santo Ângelo prende 16 pessoas

1 de fevereiro de 2024
Ao todo, 170 policiais civis e militares atuaram na Operação Status (Foto: Reprodução)

Uma grande operação da Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) de Santo Ângelo, efetuou a prisão de 16 pessoas nesta quinta-feira, 1º de fevereiro, em Santo Ângelo e outros municípios do Rio Grande do Sul.

Intitulada de Operação Status, a ação visou coibir crimes relacionados ao tráfico de drogas e homicídios ocasionados pela comercialização de entorpcentes. Na cidade santo angelense foram 10 prisões. As demais aconteceram em Canoas e São Miguel das Missões, com duas prisões em cada cidade; e outras duas prisões em Charqueadas e Porto Alegre.

Segundo o delegado regional da 13ª Delegacia de Polícia Regional do Interior (13ª DPRI), Charles Dias do Nascimento, um dos principais líderes da organização criminosa responsável pelos delitos foi preso em Porto Alegre.

Das prisões, 15 foram preventivas e uma em flagrante por tráfico de drogas. Dentre os presos, 10 são homens e seis são mulheres. No trabalho, foram apreendidas drogas, armas, munições e outros objetos de interesse da investigação. Na ação, que marcou o início das operações da DRACO em Santo Ângelo, foram empregados 170 policiais, entre civis e militares.

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí e Grupo Sepé