Busca rápidaX

MANCHETES

Segundo Fetag, governo federal atende de forma insuficiente pauta da estiagem

17 de maio de 2023

O Governo Federal anunciou hoje, ontem, que concederá rebate para produtores rurais atingidos pela estiagem. No texto do decreto, que será publicado na edição de quarta-feira (17) do Diário Oficial da União, consta rebate de 25% nos financiamentos de custeio pecuário para a agricultura familiar. No entanto, há limite de R$12 mil reais por operação.

Na pauta entregue pela Fetag-RS e pelos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais, o pedido era por 35%. O rebate para a safra 2022/2023 vale para as parcelas vencidas, vincendas e prorrogadas, no período entre janeiro e dezembro de 2023. No total, são 36 mil operações de crédito no Estado que poderão contar com o rebate. Para a Fetag-RS, o rebate anunciado é importante, mas totalmente insuficiente para atender as expectativas e as necessidades da agricultura e da pecuária familiar, que sofreram com o terceiro ano consecutivo de estiagem.

De acordo com o presidente da Fetag-RS, Carlos Joel da Silva, “o valor solicitado pela Fetag-RS era de 35%. Veio 25%, o que não seria totalmente ruim. O grande problema é a limitação de R$12 mil por operação. Um produtor que tem financiamento no valor de R$150 mil, na verdade terá rebate de apenas 8%. O Governo Federal fez o anúncio, mas ele passa muito longe da real necessidade da categoria. Ao que parece, não entenderam as dificuldades causadas pela estiagem para inúmeras famílias gaúchas”.

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí e Fetag