Busca rápidaX

MANCHETES

“Será o maior desastre que o nosso Estado já enfrentou”, afirma Eduardo Leite

1 de maio de 2024

Em coletiva de imprensa realizada no final da tarde desta quarta-feira (1º), o governador Eduardo Leite afirmou que o Rio Grande do Sul vive uma situação de guerra. Devido às fortes chuvas dos últimos dias, a previsão é de que as cheias sejam ainda piores do que as registradas em setembro do ano passado, no Vale do Taquari, que deixaram mais de 50 mortos.

“Será o maior desastre que o nosso Estado já enfrentou, infelizmente maior do que o que assistimos no ano passado”, afirmou o governador. Ele salientou que a diferença em relação ao que ocorreu em 2023 é que no ano passado houve uma enxurrada e em seguida o tempo deu condições das forças de salvamento entrarem em campo para realizar resgates e salvar centenas de vidas, o que não está sendo possível neste período crítico que o Estado vive. “Neste momento estamos tendo muitas dificuldades operacionais para colocar as equipes em campo, sejam do Exército, da Brigada Militar, do Corpo de Bombeiros”, destacou Leite.

O governador também informou que o Gabinete de Crise foi descentralizado, passando a contar com o vice-governador, Gabriel Souza, atuando em Santa Cruz do Sul; o chefe da Casa Civil, Artur Lemos, em Bento Gonçalves e o chefe de Gabinete, coronel Euclides Neto em São Sebastião do Caí. “Nós estamos descentralizando o Gabinete de Crise em escritórios regionalizados para que a gente possa ter também essas equipes do comando do Estado próximas das localidades que estão mais críticas”, explicou.

Confira a lista de municípios que deverão ser os mais atingidos pelas cheias. São 48 cidades:

Agudo
Alegrete
Arroio do Meio
Bom Princípio
Bom Retiro do Sul
Cachoeira do Sul
Campo Bom
Candelária
Canudos do Vale
Cerro Branco
Colinas
Cruzeiro do Sul
Encantado
Estrela
Feliz
Forquetinha
General Câmara
Harmonia
Jaguari
Lajeado
Marques de Souza
Montenegro
Muçum
Novo Cabrais
Novo Hamburgo
Paraíso do Sul
Pareci Novo
Parobé
Pouso Novo
Relvado
Restinga Sêca
Rio Pardo
Roca Sales
Santa Cruz do Sul
Santa Tereza
São Jerônimo
São Leopoldo
São Sebastião do Caí
São Sepé
Sinimbu
Taquara
Taquari
Travesseiro
Triunfo
Vale do Sol
Vale Real
Venâncio Aires
Vera Cruz

O Estado recomenda que a população em áreas de risco busque abrigo em locais seguros, seguindo orientação das autoridades locais. “Nestes municípios nós vamos ter sim cheias piores que a do ano passado. Por isso a mensagem dessa coletiva é para que a gente possa alertar a população dessas localidades para que se protejam deixando as suas residências, indo para locais seguros, que não estejam submetidos ao riscos hidrológicos, ou seja, das cheias dos rios, mas também tomando cuidado com localidades em encostas, que por conta do encharcamento da terra tendem a ter deslizamento”, enfatizou Leite.

Até o último boletim divulgado pela Defesa Civil estadual, 10 pessoas morreram devido às chuvas, contudo, o governador alerta para o crescimento desses números nos próximos dias. “Infelizmente esse número tende a aumentar muito”, afirmou o governador.