Busca rápidaX

Três suspeitas de hepatite aguda desconhecida estão em monitoramento no estado do RS

16 de maio de 2022

O Ministério da Saúde (MS) investiga três casos suspeitos da hepatite aguda de origem desconhecida no Rio Grande do Sul. A informação foi confirmada no sábado (14). A pasta ainda anunciou a criação de uma Sala de Situação para monitorar a doença no país. De acordo com o MS, 47 casos da doença foram notificados no Brasil até o momento em nove estados; destes , três foram descartados. Agora são 44 em análise. A Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul (SES) ainda não informou os municípios onde foram identificadas as suspeitas, nem a idade ou quadro de saúde dos pacientes. 

De acordo com o MS, além do monitoramento, a sala de situação foi pensada para padronizar as informações e orientar os fluxos de notificação e investigação dos casos para todas as secretarias estaduais, municipais de saúde e Laboratórios Centrais e de Referência de Saúde Pública. “O objetivo também é contribuir para o esforço internacional na busca de identificação do agente etiológico responsável pela ocorrência da hepatite aguda de causa ainda desconhecida”, disse a pasta por meio de nota. São técnicos do MS,  da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e especialistas convidados que vão participar do monitoramento.

Fonte: Rádio Progresso
error: Conteúdo protegido!