Busca rápidaX


Clube de mães do bairro São José protesta por não poder utilizar cozinha do ginásio

9 de fevereiro de 2024
Grupo afirma que nunca tinha sido impedido de usar o espaço. Presidente da associação afirma que ginásio não é mais da entidade e prefeitura relata que pedido de uso do espaço foi feito com tempo exíguo (Foto: Adriano Dal Chiavon/Rádio Progresso de Ijuí)

Um grupo de mulheres integrantes do Clube de Mães Colmeia do Saber do bairro São José, de Ijuí, realizou um protesto na tarde desta sexta-feira, 09, em frente ao ginásio do bairro. O grupo critica a não liberação do espaço para elas realizarem uma atividade de venda de galetos, que estava agendada para este sábado, 10.

Conforme a coordenadora do clube de mães, Salete Nicoletti, foi a primeira vez em 20 anos que o grupo não pode utilizar da estrutura. “A gente não entendeu até agora o porquê das portas fechadas para a gente não entrar na cozinha do ginásio. Eu falei com a presidente (do bairro, Sandra Bado) ela disse que não tem mais autoridade para entregar a chave da porta da cozinha do ginásio, porque o ginásio agora está sob responsabilidade da prefeitura. Marcamos uma reunião com o Fernando da prefeitura que nos relatou que por este ano ser um ano eleitoral, nós não poderíamos fazer uma atividade social dentro do ginásio. Aí eu pergunto: nós estamos há mais de 20 anos dentro do ginásio, sendo que há mais de 15 anos que usamos da cozinha do ginásio para programações, porque só agora que não podemos usar?”, indaga Salete.

O vereador César Busnello, que está auxiliando no pleito do clube de mães, afirma que a postura dos responsáveis, em especial do Executivo municipal, é lamentável. “Essa postura por parte dos gestores é de retrocesso. É lamentável, porque nós sabemos a importância social que o clube de mães possui. Em várias atividades, o clube fez ações em prol de várias entidades, como hospitais, associações de um modo em geral. E nunca na história de Ijuí aconteceu de gestões barrarem o clube de mães de usar o próprio espaço que elas construíram, que elas zelaram, que elas cuidaram. Porque nesta cozinha, e eu acompanhei isso, elas fizeram eventos, justamente, para arrecadar valores para pintar, para zelar, para tornar um local descente para elas poderem realizar um trabalho de ação social para a comunidade, não só do bairro São José, mas de todo o município de Ijuí, como o HCI, o Bom Pastor, a AAPECAN, Sabeve, entre outras que já foram beneficiadas. Então, é lamentável uma decisão que, ao invés de incluir, ela acaba fazendo a exclusão”, afirma o vereador.

Finalidade do uso

Conforme detalha a presidente do bairro São José, Sandra Bado, a diretoria do bairro não possui nenhum interesse em prejudicar o trabalho do clube de mães. “Inclusive, somos a favor do trabalho delas. Porém, a gerência do ginásio já não cabe mais à associação de moradores, pois em assembleia geral a comunidade passou a posse para a Secretaria de Educação, uma vez que esta secretaria poderia investir na manutenção da infraestrutura aliado ao fato de que a escola Dr Ruy Ramos tem prioridade de uso. Sobre o uso do ginásio, temos um Estatuto Interno registrado no cartório de Ijuí, (inclusive feito pelo vereador Busnelo), segundo este, o ginásio pode ser utilizado para eventos, desde que a destinação do recurso seja para o bem coletivo, ou seja, para qualificar o nosso bairro, ou para pessoas carentes ou doentes”, cita a presidente. 

Sandra complementa afirmando que com o apoio de projetos aprovados pelo Sicredi, a associação de moradores já realizou muitas melhorias no bairro. “Dentre estas, a revitalização das paredes do ginásio com grafite onde se tinha antes a pichação, fizemos a doação de tintas para a pintura do módulo da Brigada Militar localizado no bairro, revitalização da capela mortuária, toldo e geladeira, colocamos bancos na praça, conseguimos demolir o prédio em ruínas ao lado do ginásio, em conjunto com o poder público, é feita a poda de árvores e da grama. A praça a mais de 20 anos degrada, hoje se apresenta revitalizada, graças ao trabalho voluntário da diretoria atuante”, destaca. 

Tempo exíguo para o pedido

Por sua vez, o Secretário de Governo de Ijuí, Luís Fernando Valentini, informou à reportagem da RPI, que o pedido de uso do espaço junto ao poder Executivo por parte do clube de mães foi feito com tempo exíguo. “Recebemos na quarta-feira, 07 de fevereiro, o pedido para uso do espaço no evento que aconteceria neste sábado. Porém, como todo trâmite no poder público, é necessário que haja um parecer jurídico. Assim que recebei o pedido, encaminhei logo no dia seguinte a solicitação ao setor responsável, que devolveu pedindo duas informações: a motivação do evento e se a entidade possuía CNPJ. Ao fazer essas perguntas para a representante do clube de mães, ela respondeu que se precisasse dar essas explicações o evento seria cancelado. Diante disso, e com o tempo exíguo, não conseguimos dar os encaminhamentos. Reforço que todo espaço público pode ser utilizado, desde que haja o pedido de autorização para utilização num tempo hábil”, destaca o secretário.

Valentini também complementa informando que um projeto de lei foi encaminhado na segunda quinzena de dezembro do ano passado para a Câmara de Vereadores, visando autorizar a concessão do ginásio sem custos para a associação de moradores, para dar mais autonomia e menos burocracia nos usos. “Historicamente a associação de moradores e o clube de mães sempre fizeram eventos em conjunto. Tivemos esse projeto sendo encaminhada à Câmara no fim do ano passado, porém, ele acabou travado na Comissão de Constituição e Justiça da casa, comissão em que o vereador César Busnello é integrante”, cita o secretário.

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí