Busca rápidaX

MANCHETES

Ele dá as cartas: André Akkari, um dos maiores nomes da história do poker brasileiro

10 de julho de 2024

ATENÇÃO: Este artigo é patrocinado por uma empresa de apostas esportivas. Apostas podem ser viciantes e levar a perdas financeiras. Se precisar de ajuda busque https://jogadoresanonimos.com.br/           

Quem acompanha o poker de perto há algum tempo, muito provavelmente deve saber o que o empresário e competidor multicampeão André Akkari representa para essa popular modalidade de cartas no Brasil.

Com uma técnica de jogo extremamente apurada e um extenso currículo de conquistas a nível internacional, que o levou a ser considerado um dos competidores nacionais mais respeitados no exterior, André Akkari se tornou, para muitos jogadores nos últimos anos, uma importante referência em como se joga poker de alto nível no Brasil e na América Latina.

No entanto, antes de nos aprofundarmos em sua carreira e em sua vida fora das mesas, voltaremos um pouco no tempo para compreender como o poker se tornou uma das modalidades mais populares no mundo das cartas, ganhando o coração de milhões de brasileiros.

A origem do poker e seu impacto no Brasil

Com raízes europeias, o poker alcançou a América por meio de colonos franceses que se estabeleceram em terras estadunidenses nas primeiras décadas do século XIX. Nos anos 1820, essa modalidade de cartas se tornou o passatempo predileto em salões de jogos no estado da Louisiana e em barcos do Rio Mississippi.

Logo, foi apenas questão de tempo para ganhar a atenção de uma multidão de norte-americanos, que na década de 1900 deram origem ao jogo mais popular da modalidade: o Texas Hold’em.

Desde então, o Texas Hold’em é a variante mais jogada em todo o mundo, inclusive no Brasil, que já conta com mais de sete milhões de praticantes de poker, segundo a Confederação Brasileira de Texas Hold’em (CBTH).

Todavia, não foi da noite para o dia que o poker se tornou uma febre em nosso país de proporções continentais. Durante o século XX, a modalidade era tida como nicho no Brasil, e não alcançava todas as regiões.

A mudança de rumo veio nos anos 2000, quando grandes campeões como André Akkari começaram a colocar o Brasil no mapa da elite do poker mundial, o que levou novas pessoas a se interessarem pelo jogo. Junto a isso, tivemos a entrada do poker online no mercado nacional, expandindo (e democratizando) a modalidade para todos os cantos do Brasil.

O papel de André Akkari no sucesso do poker brasileiro no exterior

Natural de São Paulo, o paulistano André Akkari iniciou a sua trajetória no poker profissional em 2005. Sendo que a introdução na modalidade foi em torneios gratuitos de poker online, os famosos “freerolls”.

No ano seguinte, Akkari deu os seus primeiros passos no exterior, ao viajar para disputar grandes campeonatos em Las Vegas, a capital do poker mundial. Até que, em 2011, veio a maior conquista de sua carreira: em Las Vegas, o paulistano se tornou o segundo brasileiro da história a vencer um bracelete de ouro na World Series of Poker (WSOP), a Copa do Mundo de poker.

Após o título mundial, Akkari, que sempre carrega a bandeira do poker brasileiro por onde passa, conquistou diversos títulos e passou a ser uma referência para muitos jogadores brasileiros. Não por acaso, há muitos anos, o paulistano é reconhecido como o “embaixador do poker brasileiro”.

A título de curiosidade, em 2022, por muito pouco ele não se tornou o primeiro brasileiro bicampeão mundial no WSOP, ficando com a segunda colocação em um evento da série.

O lado empresarial de André Akkari

Nos últimos anos, Akkari diminuiu o ritmo de sua presença nas mesas de poker e passou a dedicar parte de seu tempo ao lado empresarial. Em 2017, ele foi um dos fundadores da FURIA Esports, uma das maiores equipes de esportes eletrônicos da América Latina.

Desde então, com o mesmo espírito comunitário e ambição que aplica no poker brasileiro, ele vem trabalhando para alavancar ainda mais a sua franquia de eSports. Em abril de 2024, por ser o melhor time sul-americano no ranking da ESL, a FURIA foi convidada para disputar a Copa do Mundo dos Esports.

A FURIA, caso ainda não saiba, conta com um dos melhores times do game Counter-Strike 2 no mundo. Além disso, a franquia que tem Akkari como um dos sócios, também manda muito bem em outras ligas de jogos populares, como o Campeonato Brasileiro de League of Legends.