Busca rápidaX


MANCHETES

Frigoríficos de Santo Ângelo e Santa Rosa fazem 1º embarque de carne suína do RS para Filipinas

26 de junho de 2024

Ocorreu, ontem, 25, o primeiro embarque de carne suína do Rio Grande do Sul com destino às Filipinas. O produto tem como origem frigoríficos da empresa Alibem, em Santo Ângelo e Santa Rosa.

“Esse é mais um avanço do Rio Grande do Sul para a abertura de novos mercados aos produtos gaúchos. Mostra a excelência da defesa sanitária animal do Estado, com protocolos que garantem a segurança alimentar e fazem nossa proteína animal chegar a outros países”, afirma o secretário da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação, Clair Kuhn.

Segundo o presidente do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal do RS, Rogério Kerber, as Filipinas são um importante mercado da carne suína brasileira. Para ele, o país deverá ser o segundo maior comprador em 2024, perdendo apenas para a China. Em 2023, as Filipinas foram o terceiro maior mercado, com mais de 126 mil toneladas de carne suína exportada.

“Trata-se de uma vitória que foi possível após a conquista do status de área livre de febre aftosa sem vacinação. Se considerar aves e suínos, as duas proteínas aprovadas para a exportação do Estado para as Filipinas, o volume em 2023 foi de 394 mil toneladas”, detalha Kerber.

Em março deste ano, as autoridades filipinas reconheceram a equivalência de sistemas de inspeção sanitária, especificamente para as exportações brasileiras de carnes bovina, suína e de aves. O Departamento de Agricultura e Inspeção das Filipinas outorgou ao Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) autorização para certificar e habilitar estabelecimentos auditados pela missão de inspeção do país asiático, num modelo conhecido como ”system accreditation”. O acordo, que é válido por três anos, inclui a possibilidade de habilitar outras unidades produtivas que atendam aos requisitos estabelecidos.

Em dezembro de 2023, o Rio Grande do Sul fez parte do roteiro da missão das Filipinas que veio avaliar o sistema de defesa sanitária brasileiro e culminou na conquista do system accreditation. Os técnicos estrangeiros estiveram na sede da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi) e no posto de controle de divisa do Mapa em Uruguaiana, além de vistoriar uma granja de aves na Serra e uma criação de suínos no Noroeste do Estado.

“O líder da missão ficou bastante satisfeito com o que apresentamos. Recebemos o grupo filipino em dezembro e em março deste ano já tivemos o reconhecimento da equivalência dos serviços de inspeção, o que foi bastante rápido”, ressalta a diretora do Departamento de Vigilância e Defesa Sanitária Animal da Seapi, Rosane Collares. 

Desde 2023, o Rio Grande do Sul já recebeu 12 missões internacionais interessadas em conhecer o sistema de vigilância e defesa sanitária animal do Estado.

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí e governo estadual