Busca rápidaX

MANCHETES

Governo Federal e poderes da União afirmam ter pacto para reconstruir o RS

5 de maio de 2024
Estragos ainda não são contabilizados pelas autoridades (Foto: Reprodução Ministério das Cidades)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Lula), após sobrevoar áreas urbanas submersas ao lado das principais autoridades da República em Porto Alegre, neste domingo, 5, defendeu um pacto nacional pela reconstrução do Estado, a partir de um regime jurídico diferenciado e de uma flexibilização no controle dos gastos públicos. 

— Não haverá impedimento da burocracia para que a gente recupere a grandiosidade do Rio Grande do Sul — prometeu o presidente.

Lula desembarcou na Base Aérea de Canoas no fim da manhã, acompanhado dos presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco, da Câmara, Arthur Lira, do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, e o vice-presidente do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, além de 13 ministros de Estado. No total, 72 pessoas formaram a comitiva presidencial.

Ainda na base aérea, Lula, o governador Eduardo Leite e os ministros embarcaram em três helicópteros para sobrevoar zonas alagadiças. Em seguida, foram ao 3° Regimento de Cavalaria de Guarda, no bairro Partenon, na Capital, para onde foi levado o centro de operações depois que o Guaíba inundou o Comando Militar do Sul, no Centro Histórico.

No quartel, em meio à movimentação frenética de autoridades civis e militares, Lula conduziu uma rápida reunião, na qual discutiu as prioridades do Estado para resgates e emergências, em resposta a um diagnóstico da situação e uma lista de demandas apresentadas pelo governador. Mais detalhes deverão ser anunciados no decorrer desta semana.

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí e Governo Federal