Busca rápidaX

MANCHETES

Ponte binacional entre região Celeiro e Porto Soberbio deverá receber recursos de fundo internacional

1 de junho de 2023

A ponte binacional entre o município de Tiradentes do Sul, no Rio Grande do Sul, e El Soberbio, na Argentina, poderá sair do papel com agilidade. Hoje pela manhã, durante entrevista na RPI, o prefeito de Tiradentes do Sul, Alceu Diel, frisou que existe dinheiro através de um fundo internacional para custear a obram orçada em cerca de 120 milhões de reais. Com isso, não seria necessário recurso dos governos do Brasil e Argentina, o que torna a tramitação mais célere.

Segunda-feira, Alceu Diel integrou uma comissão da região Celeiro em reunião no Parlamento do Mercosul, o Parlasul, em Montevidéu, capital do Uruguai. Também participaram os deputados federais gaúchos, Carlos Gomes e Pompeo de Mattos, e o deputado federal por São Paulo, Celso Russomano, que tem vínculos familiares na região Celeiro. Conforme Diel, o governo do Rio Grande do Sul se propõe a pagar a elaboração do projeto técnico, avaliado entre 5 e 6 milhões de reais. Esse é o primeiro passo, pois abrange o desenho da ponte, desapropriações de áreas, caso seja necessário, além de outros detalhes.

Outro fato positivo, segundo Diel, é que o deputado Russomano é vice-presidente do Parlamento do Mecosul, e a presidente é a deputada argentina, Cecillia Britto, com domicílio eleitoral na província de Misiones, região também atendida pela ponte. Na mesma entrevista na Progresso, o prefeito de Tiradentes do Sul enfatizou que a ponte sobre o rio Uruguai vai ajudar no desenvolvimento de aproximadamente 100 municípios e encurtar em cerca de 180 quilômetros o caminho para o Paraná, Uruguai e Argentina. Se tudo correr dentro dos prazos previstos, em dois anos deve começar a edificação e num prazo de cinco anos ter a ponte concluída. A construção não deve acontecer exatamente onde atualmente existe a balsa.

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí