Busca rápidaX


MANCHETES

AGAS comemora crescimento de 2,4% nas vendas de supermercados gaúchos em 2017

18 de abril de 2018
Faturamento do setor superou a marca de 30 bilhões de reais no ano passado

A Associação Gaúcha de Supermercados divulgou nesta quarta-feira o Ranking Agas com os destaques e resultados do setor em 2017. O presidente da Agas, Antônio Cesa Longo, comemorou o crescimento real de
2,4% das vendas nos Supermercados do Rio Grande do Sul no ano passado. O resultado faz parte de um estudo que contempla as 226 maiores companhias do setor no estado. A pesquisa revelou que o faturamento dos
supermercados gaúchos superou a marca de R$ 30 bilhões, atingindo 30,2 bilhões, um aumento de 1 bilhão e meio em comparação com 2016. O número de lojas e funcionários também cresceu no período: cerca de 2 mil
pontos de venda foram abertos e quase 2 mil novos colaboradores foram contratados pelo setor. São 4 mil e 600 lojas no estado, com 97.734 funcionários. A participação dos supermercados gaúchos no cenário
nacional, cresceu 0,1%, atingindo 8,5% no total de vendas do setor no Brasil. Em relação ao PIB gaúcho, o segmento registrou crescimento 0,3%, alcançando 7,2%.

 

O Ranking Agas apontou que o Top 10 dos principais supermercados gaúchos permanece igual. Somadas, as dez empresas representam 52,8% do faturamento do setor, o que significa quase 16 bilhões de reais. O grupo concentra ainda 47,8% da mão de obra com quase 47 mil funcionários. O Walmart segue na primeira posição do ranking, com faturamento superior a 5,6 bilhões em 2017. A empresa tem o maior número de lojas: 99 e o maior número de colaboradores: 16.418. A Companhia Zaffari é a segunda colocada com faturamento de 5,2 bilhões com 36 lojas e quase 12 mil funcionários. Em terceiro lugar está o Unidasul, dono do Rissul, de Esteio, que faturou quase 1 bilhão e meio de reais em 47 lojas. A única empresa que subiu posições no Top 10 foi o Comercial Zaffari de Passo Fundo, cujo faturamento foi de 620 milhões de reais em 19 lojas. O supermercado ganhou 3 posições e agora é o quarto, a frente do Asun de Gravataí, Imec de Lajeado e Supermercado Guanabara de Rio Grande. O Master Supermercados de Erechim permanece em oitavo. Peruzzo de Bagé e Rede Vivo de Santa Maria completam os 10 maiores.

Chamou a atenção o aumento no número de pagamentos à vista, em dinheiro. Em 2017, os gaúchos compraram 34% do total em dinheiro, aumento de 6,6%. Em contrapartida a compra em cartões caiu. Os pagamentos em débito reduziram 2,6% e no crédito a queda foi de mais de 3%. Segundo o presidente Antônio Cesa Longo, esse hábito acontece pela prática do consumidor de fazer compras não programadas, principalmente no interior, aproveitando ofertas. Em relação a mão de obra, pelo quinto ano consecutivo, as mulheres são maioria nos supermercados, representando 53,2%, acréscimo de 2,3% em relação a 2016. Homens são 46,8%. Quanto à faixa etária, 7,7% dos colaboradores têm até 18 anos; 69,4% têm entre 18 e 40 anos; Entre 40 e 60 anos, os funcionários de supermercados gaúchos representam 21% e 1,9% têm mais de 60 anos.

Para 2018, segundo o levantamento da Agas, 29 empresas afirmaram que vão inaugurar novas lojas, com um investimento previsto de 110 milhões de reais. Em reformas, o setor deve investir esse ano mais de 74 milhões de reais. Para melhorar os resultados, os gestores dos supermercados gaúchos devem ainda fazer investimentos de 26 milhões de reais em perdas e tecnologia da informação.

Confira abaixo os agraciados do Ranking Agas 2017:
Faturamento anual até 15 milhões: Minimercado Grando, de Viamão.
Faturamento de 15 a 50 milhões: Supermercados Schwalm, de Cerro Grande do Sul
Faturamento de 50 a 100 milhões: Guasso e Guasso, de Santiago
Faturamento de 100 a 150 milhões: Viezzes & Cia., de Canoas
Faturamento de 150 a 200 milhões: Center Shop, de Porto Alegre
Faturamento de 200 a 300 milhões: Supermercados Beltrame, de Santa Maria
Faturamento de 300 a 500 milhões: Supermercado Baklizi, de Uruguaiana
Faturamento de 500 milhões a 1 bilhão: Comercial Zaffari, de Passo Fundo
Faturamento anual superior a 1 bilhão: Unidasul Distribuidora Alimentícia, de Esteio

Prêmio maior empregador: Walmart, de Porto Alegre
Prêmio Retenção de Talentos: Supermercados Formenton/Unisuper, de Canoas
Prêmio Reconhecimento Agas: Fernando Yamada, presidente da UNECS
Prêmio Reconhecimento Agas: Ronaldo Nogueira, deputado federal e ex-ministro do Trabalho e Emprego
Prêmio Reconhecimento Agas de Incentivo à Cultura: Companhia Zaffari de Porto Alegre.