Busca rápidaX


Federação Sindical dos Servidores Públicos do Estado critica projeto de reestruturação do IPE Saúde

26 de maio de 2023

O projeto de reestruturação do IPE Saúde, organizado pelo governo do Rio Grande do Sul, causa polêmica entre os servidores estaduais. Também repercute em funcionários de municípios, cujas prefeituras têm parceria com o Instituto de Previdência do Estado. Hoje pela manhã, durante entrevista na RPI, o presidente da Fessergs – Federação Sindical dos Servidores Públicos do Rio Grande do Sul – e dirigente do Fórum Permanente em Defesa do IPE Saúde, entidade que reúne mais de 50 sindicatos, federações e associações de servidores, Sérgio Arnoud, disse que o governo estadual tenta repassar para o funcionalismo a responsabilidade de sanar as contas do IPE Saúde. Isso porque, a contribuição financeira dos servidores fica proporcional aos salários.

Na opinião de Arnoud, o projeto defende o aumento de desconto para os baixos salários e idosos, mas redução para quem ganha mais. Outra crítica é referente ao fato de que o governo gaúcho quer corrigir a tabela do IPE de forma anual segundo a inflação, porém, os salários não tem esse mesmo acompanhamento.

Ele concorda que precisam ocorrer restruturação do IPE Saúde, mas precisa começar pelo aumento salarial do funcionalismo estadual, que está desde 2015 sem reajuste. Na mesma entrevista na Progresso, Sérgio Arnoud defendeu a implantação de uma câmara técnica no IPE Saúde para discutir critérios sobre gastos e investimentos.

Além disso, o presidente da Fessergs frisou que a atual ideia de reestruturação do IPE Saúde não resolve o problema das contas do instituto, mas é apenas paleativo e vai transferir o problema para o próximo governador.

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí