Busca rápidaX

Ijuí terá usina de reciclagem de produtos da construção civil

9 de janeiro de 2024

O município de Ijuí vai contar com uma usina de reciclagem de produtos da construção civil. O projeto, inédito na Colmeia do Trabalho, é do grupo Elementar e está edificado na localidade de Faixa Velha, cerca de 800 metros da BR 285, antiga saída de Ijuí para Cruz Alta.

O proprietário do Grupo Elementar, Júlio César Geremias (foto), explica que a área total é de 16,4 hectares, onde foi construído um galpão de 3 mil e 200 metros quadrados, além de amplo escritório. O investimento inicial estava previsto em 2 milhões de reais, mas com o aumento de custos de materiais, ficou em 6 milhões de reais. Serão gerados em torno de 30 empregos. Provavelmente, o local comece a funcionar no mês que vem.

Júlio Geremias ressalta que a usina de reciclagem da construção civil vai receber materiais oriundos de transentulhos, ou seja, sobras de reformas ou até de edificações de imóveis de Ijuí e região, até mesmo galhos de podas de árvores.

Municípios da região, inclusive prefeituras, poderão encaminhar os mencionados produtos para a estrutura de reciclagem em Ijuí. Júlio Geremias ainda destaca que todos os materiais que chegarem na usina serão transformados em algum tipo de produto, por exemplo, pedrisco, pedra brita, blocos de tijolos ecológicos, dentre outros.

Os galhos serão triturados e esses restos encaminhados para uma empresa de Ijuí que vai utilizar numa caldeira. A cinza desse segundo processo vai voltar para a usina do Grupo Elementar que poderá resultar em adubo ou utilizar na produção de tijolos.

A usina ainda vai ter local para venda de materiais produzidos a partir da reciclagem de restos da construção civil. O proprietário, Júlio Geremias, comenta que há prefeituras da região que projetam implantar locais de transbordo a fim de receber os restos de materiais para, após, serem encaminhados para a usina.

De forma paralela, o Grupo Elementar vai desenvolver projeto sócio ambiental nas escolas, com orientações para estudantes, por exemplo, sobre reciclagem e meio ambiente. Vai ser estipulada uma quantidade de materiais que não haverá cobrança para recebimento na usina, porém, nesse caso, apenas para a população de baixa renda.

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí