Busca rápidaX

MANCHETES

Segundo voluntário gaúcho morre na guerra da Ucrânia

4 de julho de 2022
Foto: Arquivo Pessoal

Dono de uma borracharia em São José dos Ausentes, nos Campos de Cima da Serra, Douglas Búrigo, 40 anos, é o segundo voluntário gaúcho morto na Guerra da Ucrânia. Ele viajou em 22 de maio com o objetivo de prestar ajuda humanitária nos conflitos com a Rússia, mas acabou no front na região de Kharkiv, onde foi vítima de um bombardeio entre a noite de sexta-feira (1º) e a manhã de sábado (2).

Filho de veterinário e de professora, Douglas trabalhou como caminhoneiro, serviu por quatro anos ao Exército em Uruguaiana, na Fronteira Oeste, e atualmente tinha uma borracharia com loja de pneus às margens da BR-285.

— Ele não ficava muito tempo em um mesmo lugar, gostava de andar por aí. Ele era muito inteligente e muito intenso em tudo que fazia — conta a irmã, Denise Búrigo dos Reis. Douglas tinha uma filha de 15 anos, que mora com a mãe, em Uruguaiana. Conhecido como Dodo, ele é definido como um homem muito alegre e sorridente, que estava sempre rodeado por amigos. Ele gostava de festas e de rodeios — seguindo os passos do pai, laçava em eventos da região. E não perdia a oportunidade de “assar uma carne”. — Ele ligava quase toda semana convidando para um churrasco.

A trilha sonora que regava esses encontros, normalmente, era MPB, rock ou música nativista. A amiga se refere a ele como um homem alto astral e também muito generoso. — Era um anjo em forma de humano. Uma pessoa que, se alguém precisasse, tirava a roupa do corpo para entregar.

A família foi comunicada da morte por outros brasileiros que estavam com ele. Ainda não há informações sobre translado do corpo ao Brasil.

Fonte: GZH
error: Conteúdo protegido!