Busca rápidaX


Professor da Unesp participa de encontro em Ijuí e alerta sobre diferenças entre plantas medicinais e bioativas

24 de abril de 2024

A utilização de plantas medicinais na saúde humana é realidade de muitos anos, especialmente por parte de antepassados, quando medicamentos farmacológicos não eram tão extensivos como atualmente. Porém, a produção, uso e até industrialização ainda são temas de novas discussões.

O assunto é abordado durante a 17ª Reunião Técnica Estadual Sobre Plantas Bioativas, que iniciou ontem à noite e segue até amanhã no campus da Unijuí, em Ijuí. A palestra de abertura foi sobre plantas medicinais e suas diversas dimensões de uso, produção, pesquisa e comercialização, a cargo do engenheiro agrônomo da Universidade Estadual Paulista – Unesp, campus Botucatú – Lin Chau Ming (foto).

Hoje pela manhã, o professor Lin esteve na RPI e, durante entrevista, frisou diferenças entre plantas medicinais e bioativas. No primeiro caso, a utilização ocorre em seres humanos, por exemplo, como chás, já planta bioativa pode ser ampliada para combater insetos, dentre outros usos.

Lin Chau Ming comentou que a cadeia produtiva de plantas medicinais no Brasil pode crescer bastante e o foco maior é com plantas exóticas, por exemplo, camomila e hortelã, desde a produção, até mesmo em propriedades rurais, industrialização e venda. Já em relação às plantas nativas, ou seja, que nascem espontaneamente na natureza, existem muitas lacunas. Nesse caso, a obtenção é mais através de coleta em matas e outros locais o que, muitas vezes prejudica essa população de plantas.

O professor universitário, na mesma entrevista na Progresso nesta manhã, alertou sobre a atenção que as pessoas precisam dar para o bom uso de plantas medicinais ou bioativas, por exemplo, secagem ou não, dependendo da espécie, pois o produto pode resultar em benefícios para a saúde ou ser tóxico. Fatores ambientais e técnicos também alteram as propriedades.

Para Lin Chau Ming, o Brasil precisa avançar bastante em pesquisas nessas áreas, até mesmo incluir mais a temática dessas plantas nas escolas, para que desde crianças as pessoas possam se familiarizar com o tema.

A programação da Reunião Técnica Estadual Sobre Plantas Bioativas, no campus da Unijuí, em Ijuí, hoje à tarde, vai contar com oficinas integrativas e, à noite, palestras sobre erva-mate e viabilidade econômica no cultivo de plantas bioativas.

Interessados podem comparecer mo mencionado local e acompanhar ao assuntos. Também existem tendas com comercialização de chás e outros produtos relacionados à área. O professor da Unesp, Lin Chau Ming, que concedeu entrevista nesta manhã na RPI, vai proferir oficinas hoje à tarde.

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí